Cientistas ‘ressuscitam’ palmeira extinta dos tempos de Jesus Cristo

Cientistas conseguiram germinar sementes de 2.000 anos de uma antiga palmeira do tempo de Jesus Cristo, há muito consideradas extintas. Agora, os sabores do passado estão prestes a retornar graças a uma parceria de 15 anos entre duas cientistas que ousaram transformar a fantasia em realidade.

As sementes antigas foram descobertas na década de 1960, durante uma escavação arqueológica na antiga fortaleza de Massada. Logo depois, outro esconderijo de sementes foi descoberto em Qumran, onde os Manuscritos do Mar Morto estavam localizados.

As sementes foram armazenadas por mais de 40 anos, até que a Dra. Sarah Sallon se interessou. Sallon estava determinada a germinar as sementes. Especialistas, no entanto, não achavam que a germinação das plantas antigas seria bem sucedida.

Fonte: Blog FM.

Foto: Divulgação.