É preciso salvar os oceanos

“Não há mais desculpas”. Com uma voz suave, mas uma mensagem impactante, a bióloga marinha Sylvia Earle alertou que a humanidade não tem nenhuma justificativa para não agir contra a degradação dos oceanos e do planeta.

A ativista, que foi a primeira mulher eleita Heroína do Planeta pela revista Time, participou do painel “Refazendo o oceano”, durante a Conferência dos Oceanos, em Lisboa.

De acordo com Sylvia, que também é presidente da iniciativa Mission Blue, a ciência já possui “evidências muito sólidas” sobre os problemas climáticos. Portanto, não há mais dúvidas sobre a necessidade de agir com rapidez.

“As espécies estão desaparecendo para sempre diante dos nossos olhos. Estamos destruindo algo lindo que foi criado”, ressaltou a especialista, considerada uma das melhores e mais experientes do mundo.

Charles Clover, escritor do recém-lançado livro “Rewilding the Sea: como salvar os oceanos”, também painelista no evento, se disse otimista: “Os oceanos podem ser saudáveis de novo”, destacou co-fundador da The Blue Marine Foundation. O ativista explicou que o conceito de “rewilding” é que todas as soluções, baseadas na ciência, sejam feitas de forma natural, como a pesca saudável e o armazenamento de carbono.

No painel, foram apresentados diversos exemplos de ações de proteção aos oceanos e espécies marinhas ao redor do planeta. É o caso de um projeto de recuperação de recifes de corais nas ilhas Maldivas, a busca por recursos nos governos para proteção dos oceanos em diversas partes do globo e a atenção para segurança alimentar em países em desenvolvimento, como no continente Africano.

Em entrevista a Um Só Planeta ao final do evento, Sylvia Earle mandou um recado para o Brasil: “Temos que cuida da Terra, das flores e do mar. Isso é cuidar da vida, é cuidar do futuro”, explicou a profissional. Para ela, além da importante ação dos governos, é preciso que as pessoas realizem ações, que mesmo localmente, podem ter grande impacto positivo.

Fonte: Um Só Planeta.

Seja o primeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.