Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011

Uma criatura misteriosa gigante assustou a tripulação do navio de pesquisa OceanXplorer durante uma expedição aos destroços do navio Pella, que naufragou no Mar Vermelho em novembro de 2011. O veículo remoto da OceanX filmava a uma profundidade de quase 850 metros (2.800 pés) quando avistou o animal.

Eles localizaram a balsa na região usando tecnologias de bordo, mas ficaram chocados em ver uma lula enorme, que nadou em direção ao navio de pesquisa antes de sair de maneira apressada.

“Fomos bombardeados pelo gigante púrpura”, revelou Mattie Rodrigue, líder do programa de ciências da OceanX, ao Live Science. O nome da espécie é Sthenoteuthis oualaniensis.

“Fiquei paralisada, em choque absoluto”, disse Mattie Rodrigue, líder do programa de ciências da OceanX, ao dizer que o animal parecia muito maior do que um ser humano.

Por meio de suas câmeras de filmagem, a equipe conseguiu fazer imagens do animal e procurou resolver o debate em busca da perícia do zoólogo de invertebrados Michael Vecchione, do Museu Nacional de História Natural do Smithsonian, em Washington.

A gravação foi feita em outubro de 2020, mas só agora as imagens foram divulgadas. Outras lulas da mesma espécie e corais resistentes as mudanças climáticas foram encontradas pela equipe em outros mergulhos.

Michael Vecchione, zoólogo e especialista em lulas, analisou o vídeo e afirmou não se tratar de uma lula gigante (Architeuthis), mas sim de uma “forma gigante” de uma lula voadora roxa (Sthenoteuthis oualaniensis).

Lulas voadoras roxas são encontradas nos oceanos Pacífico e Índico e podem ser identificadas por um grande órgão de luz amarela que é visível em indivíduos maiores. Eles variam em tamanho de anão a gigante, com este medindo cerca de 2 metros de comprimento, provavelmente encaixando-se na última categoria.

“Como as espécies no Mar Vermelho prosperam onde outras morreriam?”, era a pergunta que a missão da OceanX no Mar Vermelho buscava responder. A empresa é focada em pesquisa, exploração, alcance e proteção oceânica.

Criatura estranha é encontrada no Havaí

Uma criatura estranha foi encontrada em águas rasas na praia de Alan Davis, na costa de Oahu, uma ilha do arquipélago do Havaí, no Oceano Pacífico.

De acordo com Amy Moran, bióloga de invertebrados marinhos da University of Hawaii, trata-se de uma argonauta fêmea adulta, também conhecida como Nautilus de Papel (Paper Nautilus), que é uma espécie de polvo. A criatura é pelágica, vive em mar aberto e raramente é vista perto da costa.

“Eu encorajaria as pessoas que, se cruzarem com um na praia ou em uma poça de maré e ele estiver vivo, apenas tente colocá-lo em mar aberto e dar uma chance de continuar sua vida”, disse a especialista ao jornal Hawaii News Now.

“Nesta espécie em particular, uma coisa interessante sobre eles é que a concha que você vê na foto não é uma concha. Na verdade, é uma caixa de ovos feita pela fêmea”, afirmou Amy Moran, que explicou que a fêmea põe seus ovos na caixa e depois vive nela enquanto cuida deles.

Fontes: Planeta, Olhar Digital

Seja o primeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.