Natal discute ações de prevenção e combate a desastres naturais com equipe da ONU

Em reunião realizada nesta terça-feira (17) no salão nobre do Palácio Felipe Camarão, o prefeito de Natal, Álvaro Dias, recebeu o assessor técnico de Resiliência Urbana do escritório da ONU, Clément da Cruz, e a ex-reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN),  Ângela Paiva, para discutir as próximas etapas da parceria entre as instituições que estão inseridas no programa da Organização das Nações Unidades (ONU) de Cidades Resilientes, o MCR2030, organizado pelo Escritório da ONU para a Redução de Riscos de Desastres. A ideia da iniciativa é fortalecer e consolidar as políticas públicas voltadas à prevenção, combate e mitigação de danos a desastres naturais.

Em 2021, Natal aderiu ao programa de Cidades Resilientes que tem como principal objetivo estimular as cidades a conhecer, planejar e implementar ações que as permitam se tornar capazes de suportar contextos de estresse para as suas estruturas, de modo a manterem o desenvolvimento sustentável e a segurança das populações. Antes da iniciativa de integrar o programa, contando com a parceria de entidades externas ao Município, a cidade já trabalhava suas metas, com ações localizadas.

“Temos atuado muito para prevenir e combater os desastres em nosso município. Precisamos trabalhar para proteger a nossa população. Aderir ao programa da ONU ajudou a acelerar os processos que já estamos implementando. Vamos avançar ainda mais nesse aspecto, concluindo os projetos de drenagem que estão sendo executados, inclusive retomando a obra do Túnel de Macrodrenagem da Arena das Dunas, reforçando a integração entre as nossas secretarias, fortalecendo a nossa Defesa Civil e investindo na capacitação dos nossos servidores para oferecer uma resposta mais rápida, eficiente e ágil caso seja necessário”, destacou o prefeito Álvaro Dias.

O chefe do executivo municipal aproveitou a oportunidade para elencar algumas ações feitas pela gestão relacionadas ao tema como: a elaboração do Plano de Contingência 2019-2020, que contou com o envolvimento e a integração de diferentes órgãos da Prefeitura do Natal. Outra iniciativa que mereceu destaque foi a criação do Gabinete de Gerenciamento de Crise, com foco no acompanhamento das condições climáticas e rápidas resoluções, acionado sempre que ocorrem eventos que ultrapassem a capacidade de resposta das secretarias individualmente. Esse gabinete foi fundamental para a contenção dos danos causados pelas fortes chuvas que caíram sobre Natal no último dia 06 de março quando os pluviômetros captaram mais de 200 milímetros de chuvas em um curto espaço de tempo, gerando mais de 330 ocorrências registradas pela Defesa Civil Municipal.

Além disso, a Prefeitura acrescentou, de maneira inovadora, ao projeto de revisão do Plano Diretor de Natal um capítulo específico para essa questão de prevenção de desastres, aprovando a criação do conselho municipal e do fundo municipal de áreas de risco. A nova legislação urbana também avançou na definição das áreas da cidade onde existe a maior possibilidade de ocorrer inundação, zonas com estrutura de solo frágil e regiões próximas a redes de alta tensão.

Nesta quarta-feira (18), no auditório da sede do Instituto Metrópole Digital (IMD), trinta servidores de diversas secretarias municipais irão passar por uma capacitação ministrada pela equipe da ONU que vai orientar os técnicos locais a respeito da atual capacidade existente: “O que vi e ouvi me deixou muito contente e esperançoso. Natal realizou um trabalho muito profícuo e merece nosso reconhecimento. Esse trabalho em conjunto é fundamental para a nossa proposta de prevenção”, ressaltou Clément da Cruz.

Fonte: Blog FM

Seja o primeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.